Elaborando uma Matriz de Competências

April 29, 2019

Recentemente apliquei em uma Squad, que atuo como Agile Expert, uma dinâmica para realizarmos o mapeamento das competências do time.

 

 

( Esse time, em questão, foi formado recentemente e estávamos recebendo demandas de 3 fontes diferentes. Gostaríamos de ter visibilidade dos limites da nossa atuação dentro da empresa e onde precisamos investir esforços tendo em vista atender a missão e o propósito pelo qual essa Squad foi formada. )

 

O objetivo final, da dinâmica, foi montar uma matriz de competências baseada no modelo proposto pelo Managmento 3.0

 

 

 

Fonte: https://management30.com/practice/competency-matrix/

 

Para chegarmos neste resultado, agendei duas reuniões de 30 minutos cada, com o intervalo de 1 semana entre elas. 

 

Vamos entender o passo-a-passo:

A primeira reunião ocorreu na terça-feira com todo o time e utilizamos ela para listar quais são as competências necessárias para entregarmos tudo que é solicitado à nossa Squad.

Abri um Excel e registrei todos os itens em uma coluna, agrupados por tópicos.

Ex:

Linguagem de programação:

  • Java;

  • Cobol;

  • Javascript;

  • ...

Sistema Operacional:

  • Windows;

  • Linux

Ferramentas:

  • Jira;

  • Excel;

  • Trello;

  • ...

 

 Ao sairmos da reunião, enviei para todos os integrantes do time o arquivo com duas colunas:

- Coluna A: Competências;

- Coluna B: Qual é seu nível de conhecimento?

 

Orientei que cada um preenche-se a coluna B de acordo a sua auto-avaliação, com seu nível de domínio para cada item descrito na coluna A, e para isso dei o prazo de 1 semana.

As opções para níveis eram: Novato (vermelho), Praticante (amarelo) e Expert (verde)

Ao longo da semana recebi todas as planilhas preenchidas individualmente pelos integrantes.

 

Na segunda reunião consolidei, junto ao time, todas as informações em uma única planilha, provocando discussões saudáveis entre eles para validarem, em grupo, se fazia sentido a auto-avaliação que cada um havia feito de si.

A reunião durou 30 minutos e alguns pontos foram alterados, como por exemplo um dos integrantes que acreditava não ser Expert em determinado assunto, no entanto os outros membros do time o convenceram de que ele poderia facilmente ensiná-los sobre esse assunto e sendo assim era um Expert.

 

Após consolidado todos os dados em uma unica visão, indicamos na segunda coluna (entre as competências e o nome de cada integrante) a quantidade que precisaríamos ter de Experts e Praticantes em cada Competência.

 

 

Resultado final:

Imprimi em formato A3, colei no quadro Situation Wall da Squad, identificamos oportunidades de melhoria nos skills do time e para uma futura realização de Gemba ou visita a nossa Squad, facilmente será possível verificar a possibilidade de incluir novos produtos em nosso portfólio ou quais skills precisamos aprimorar para começar a trabalhar com um novo produto.

 

E você, conhece ou já usou outros modelos para medição de maturidade em seu time?

 

Compartilhe conosco e se quiser maiores detalhes comente abaixo para iniciarmos um fórum de discussão e juntos enriquecermos neste assunto.
 

Inscreva-se em nosso site informando o seu e-mail logo abaixo.

Fique tranquilo pois nós também não gostamos de receber span em nossa caixa de e-mail e por isso iremos apenas compartilhar com você conteúdos relevantes aos assuntos tratados nesse site.

 
Veja também: O que é Six-Sigma - Parte 1 - Conceitos iniciais
 
Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Em Destaque

Elaborando uma Matriz de Competências

April 29, 2019

1/9
Please reload

Posts Recentes

September 1, 2017

Please reload

Buscar porTags
Siga-nos
  • YouTube Social  Icon
  • LinkedIn Social Icon
  • Facebook Classic